quinta-feira, 31 de março de 2011

Edna Lopes - Roubo de Merenda Escolar em Alagoas

Nós vos pedimos com insistência
não digam nunca:
isso é natural!
diante dos acontecimentos de cada dia
numa época em que reina a confusão
em que corre o sangue
em que o arbítrio tem força de lei
em que a humanidade se desumaniza
não digam nunca:
isso é natural!
para que nada possa ser imutável!
Bertolt Brecht


Certamente muitos conhecem a expressão "Mais fácil que roubar pirulito de criança". Graças à impunidade que grassa em Alagoas é possilvel que mude para "Tão fácil quanto roubar merenda escolar de criança "...

Todos nós já vimos esse filme de horror pelo menos mais de uma vez e nem é preciso ter boa memória... A Operação Guabiru, há sete anos atrás, prendeu vários prefeitos alagoanos, secretários municipais, empresários e indiciou outros tantos envolvidos no desvio da verba da merenda escolar, mas ninguém foi julgado até agora.

A falta de caráter e escrúpulo de vários dirigentes e suas famílias, pessoas que abusam da boa fé, que enriquecem com expedientes desse tipo, parece ser algo natural por essas bandas.

"Em um estado, o nosso, em que mais da metade a população apenas sobrevive, chamar os que roubam o dinheiro da merenda escolar de ladrões é apenas elogiá-los. Repito: em um estado com pouco mais de três milhões de habitantes, registrando uma pobreza de 900 mil pessoas, que se somam a 760 mil miseráveis, os tais a quem nos referimos acima devem ser tratados por assassinos, homicidas, ou – talvez a melhor definição: latrocidas – aqueles que matam suas vítimas depois de roubar." (Ricardo Mota) leia mais http://blog.tudonahora.com.br/ricardomota/

Tem razão, meu caro! E a minha cota diária de indignação transborda! Como cidadã que paga seus impostos, portanto banca a farra dessa corja, e também como educadora, é meu dever botar a boca no trombone, anunciar, denunciar, exigir que a justiça se faça, pois em todos os municípios alvo da ação da PF e da CGU, a merenda escolar tem um peso fundamental para garantir os estudantes na sala de aula.

Sim, eu sei que escola não é "restaurante mirim", mas a desnutrição é uma das causas da não aprendizagem dos alunos e não vamos fingir que não sabemos que há familias que sobrevivem (?) com meio salário mínimo. Não vamos achar que uma corrupçãozinha aqui, um desviozinho de recurso alí não é nada demais, que ninguém é honesto mesmo.

Que a justiça se faça para que essa corja possas refrear seus instintos. Dinheiro PÚBLICO não é pasto e muitos de nós, eu, particularmente, não naturalizou a falta de decencia e caráter como marca para os gestores de nossos municípios.

Leiam mais detalhes:

Operação Mascotch prende em Alagoas suspeitos de desviar dinheiro da merenda escolar para gastos pessoais

Por Gilberto Costa, Agência Brasil

A Polícia Federal (PF) prendeu hoje (30), em Alagoas, nove pessoas envolvidas com desvio de dinheiro público da merenda escolar. O recurso, originário do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), foi desviado em 13 municípios para o pagamento de compras pessoais, como bebidas alcoólicas (uísque 12 anos, vinho) e até ração para cachorro.
A operação, intitulada Mascotch, é feita em conjunto com a Controladoria-Geral da União (CGU) e com o Ministério Público Federal (MPF), nas cidades de Maceió, Arapiraca, Limoeiro de Anadia, Lagoa da Canoa, Girau do Ponciano, Poço das Trincheiras, Senador Rui Palmeira, Belo Monte, Estrela de Alagoas, Jacaré dos Homens, Quebrangulo, Feira Grande e Traipu.
Fiscalização da CGU contabiliza que R$ 8 milhões podem ter sido desviados, entre 2007 e 2009, por meio de contratos fraudulentos com o grupo empresarial que venceu 13 licitações no período.
Sete mandatos de prisão temporária ainda não foram cumpridos. Três pessoas prometeram se entregar nesta tarde à Polícia Federal. Além das prisões, a PF cumpre 28 mandados de busca e apreensão nos municípios, inclusive na sede de cinco prefeituras (Girau do Ponciano, Poço das Trincheiras, Senador Rui Palmeira, Belo Monte e Estrela de Alagoas).
A PF e a CGU não informaram o nome das pessoas presas, mas divulgaram que as autoridades com mandado de prisão expedido são: a primeira-dama e um ex-secretário municipal de Finanças de Belo Monte; a secretária de Educação de Craíbas; a ex-prefeita e a secretária de Educação de Estrela de Alagoas; a primeira-dama e secretária de Assistência Social, a secretária de Educação e uma ex-secretária de Finanças de Lagoa da Canoa; a primeira-dama e o secretário de Administração de Limoeiro de Anadia; a vice-prefeita, a primeira-dama e secretária de Assistência Social, o secretário de Indústria e Comércio e um ex-secretário de Administração de Traipu.
A Operação Mascotch é um desdobramento da Operação Caetés, executada em outubro do ano passado e que também investigou esquema de desvio de recursos da alimentação escolar, prendeu oito pessoas e cumpriu 16 mandados de busca e apreensão nos municípios de Maceió, Arapiraca, Craíbas, Limoeiro de Anadia, Lagoa da Canoa e Traipu.
De acordo com dados do Ministério da Educação, o estado de Alagoas tem desempenho educacional abaixo da média nacional e da média da Região Nordeste. Um em cada quatro alunos de 10 a 14 anos estão atrasados no fluxo escolar e quase 80% dos alunos do ensino fundamental estão defasados em relação à série que cursam.
A taxa de abandono dos estudos em Alagoas é de 9,1% no ensino fundamental. O Índice do Desenvolvimento da Educação Básico (Ideb) de Alagoas é 3,7 pontos (contra 4,6 pontos da média brasileira).

Grifos meus!


5 comentários:

Anônimo disse...

Essa é uma história que se repete por anos.Quando o Brasil tiver leis severas e sérias,recontaremos uma nova história.Aqui na minha cidade acontece essas e outras coisas que até Deus dúvida.
Doriane Dória

Toninhobira disse...

Quando a gente toma conhecimento de tais atos(desatos) dá uma vergonha na gente que dói fundo.Até quando estes bandidos ficarão impunes,incentivando outros desmandos destes? Os dados relatados são terriveis e de cortar a carne.Onde menos se espera coisas deste tipo, vem a informação da reincidencia.Triste demais.Lembra Ruy Barbosa em seu discurso.Um abraço Tom.Parabens a Edna pela divulgação robusta de dados e indignação.

Escola Ananda disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ana Lúcia Cruz disse...

Infelizmente, leis severas não são suficientes para solucionar essa situação. Considero a falta de uma educação (familiar e escolar), pautada na ética, estética e moral elevadas. Uma educação pautada em Valores.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.