sábado, 26 de novembro de 2011

Amélia, a pedra no sapato no relacionamento de Mário Lago e Ataulfo Alves

Nos cem anos de Mário Lago, o pai biológico da Amélia, tão festejado pela mídia, não poderia deixar passar em brancas nuvens esse dia. Trago aos leitores do blog mais uma história de bastidores da nossa MPB, desta vez um depoimento de Ataulfo Alves, o pai adotivo da Amélia (conforme vocês verão, Mário Lago fez e Ataulfo criou), onde ele esclarece certas coisas a respeito do nascimento da mulher de verdade. Esse depoimento faz parte de um registro em LP, em 1969, de uma entrevista de Ataulfo Alves, concedida a Ilmar Carvalho, Ary Vasconcelos, Sylvio Túlio Cardoso e Ricardo Cravo Albim, no Museu da Imagem e do Som, no dia 17 de novembro de 1966. Acompanhado do seu violão, ele conta a história de sua trajetória musical e interpreta várias músicas, porém, hoje, é o centenário do seu parceiro, e não do grande compositor e sambista de Miraí, portanto, só tem o áudio da parte que ele fala de Amélia, que, apesar de ser a mulher de verdade, foi a pedra no sapato entre os dois ícones da nossa Música Popular Brasileira.

Para ouvir, basta clicar abaixo:

5 comentários:

Toninhobira disse...

Sensacional Tom, que beleza de arquivo.
Oportuna postagem e desfaz qualquer duvida.
Meu abraço.

Tom do Junco (Ronaldo Torres) disse...

Pois é, meu irmão. Há muitas histórias nos bastidores da nossa MPB.
Abraços

maria olimpia alves de melo disse...

não perdi nenhum segundo ouvindo: ganhei vários minutos de pura beleza.

Anônimo disse...

Olá Tom! Já tinha ouvido sobre isso antes, mas o vídeo achei sensacional...Nunca uma música virou tanto um cotidiano popular não é mesmo?! Um beijo Junya Paula

Ronaldo Torres disse...

Beijos, Junya. Obrigado pela visita.